Mata Mato com zero Herbicida
10X mais econômica que outras capinas
Fornecendo ferramentas para um mundo livre de herbicidas
Eletrônica de potência avançada para o controle de ervas daninhas
Electroherb™: a alternativa não química de proteção de culturas
Eletrônica de potência avançada para o controle de ervas daninhas
Fornecendo ferramentas para um mundo livre de herbicidas
Eletrônica de potência avançada para o controle de ervas daninhas
Anterior
Próximo
O fim da capina química nos centros urbanos

O uso da capina química/herbicidas até pouco tempo atrás, era uma realidade em grande parte das cidades brasileiras na hora de eliminar as ervas daninhas de praças, canteiros, ruas, calçadas e jardins dos centros urbanos.

Mas, tudo começou a mudar quando e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) submeteu à consideração da população, mediante a publicação da Consulta Pública nº. 46/2006, com a regulamentação das práticas da capina química por empresas especializas. Já em 2010, a ANVISA proibiu de vez a capina química em áreas urbanas, de todo o território brasileiro.

Por que foi proibido? 

A ANVISA listou uma série de motivos para realizar a proibição do uso dos herbicidas das cidades, entre eles: 

  • Os munícipes, poderão ter contato com o herbicida, uma vez que nem todos possuem a condição de compreender os riscos e nem manterem uma distância segura do local, como animais, crianças, pessoas com deficiência e analfabetos. 
  • Os asfaltos das cidades poderão favorecer o acúmulo de agrotóxicos e água em situações de chuva. Aumentando o risco de contaminação e intoxicação por parte de pessoas, animais e natureza que estarem presentes ao redor de onde foi aplicado o herbicida. 

Prejuízos também no campo:  

¹ O uso de agroquímicos no campo atinge primordialmente os trabalhadores rurais, que manuseiam e aplicam estes compostos. A Organização Mundial de Saúde estima que ocorreram no mundo até 2000 cerca de quatro milhões de intoxicações agudas causadas por esses compostos, com cerca de 220 mil mortes por ano. Cerca de 70% dos casos registrados ocorreram em países em desenvolvimento. (JEYARATNAM, 1990, p.207). 

O que comprova o círculo vicioso presente no uso da capina química, sendo resultado da resistência das ervas daninhas, a necessidade do uso dos herbicidasquantidade e frequência de aplicação. 

E qual é a solução? 

Com a segurança como nossa principal prioridade, a Zasso está fornecendo as soluções que residentes e funcionários de municípios em todo o mundo exigem para seus planos integrados de gerenciamento de ervas daninhas. 

A linha de equipamentos para uso urbano é utilizada em áreas específicas como calçadas, canteiros de flores, calhas, paralelepípedos e praça, completamente livre de qualquer herbicida. 

  • Ambientalmente sustentável e socialmente responsável; 
  • Controla plantas resistentes;
  • Até 20x mais econômico que outros métodos.

Clique aqui e conheça a solução para os problemas enfrentados com a capina química.  

Fontes:
¹ JEYARATNAM, J. Occupational health issues in developing countries. In: Organização Mundial da Saúde. Public Health impact of pesticides used in agriculture, Geneva,207. 2000. Traduzido por OMS, 2000. 
Brasil Escola: https://bit.ly/2PUDqJq
ANVISA: https://bit.ly/3iz7gj8 

Área do Operador e Representante

Esta é uma área restrita para os parceiros da Zasso. Para saber mais, entre em contato.