Fornecendo ferramentas para um mundo livre de herbicidas
Eletrônica de potência avançada para o controle de ervas daninhas
Electroherb™: a alternativa não química de proteção de culturas
Eletrônica de potência avançada para o controle de ervas daninhas
Fornecendo ferramentas para um mundo livre de herbicidas
Eletrônica de potência avançada para o controle de ervas daninhas
Capina Elétrica para Pomares e Frutas
Em favor de uma agricultura livre de herbicidas.
Anterior
Próximo

Ervas daninhas: características, clima e solução

Em algumas semanas, o verão estará começando e isso significa temperaturas mais altas, chuvas frequentes e em maior intensidade. Ou seja, o ambiente perfeito para a germinação de grande parte de plantas e também ervas daninhas. Por isso, separamos algumas dicas de como você pode identificar/controlar o surgimento dessa planta que tanto incomoda, e como funciona o seu ciclo de vida.

Principais características das ervas daninhas:

Esse tipo de invasor tem maior crescimento através do contato com água, tem alta adaptação climática, curto intervalo entre a floração e germinação e também uma produção continua e em grande escala. Além de “roubar” todos os nutrientes, água e qualidade da plantação que está próximo às ervas daninhas.

Alguns tipos de ervas daninhas:

Dicotiledôneas: conhecida pelas suas folhas largas ou gramíneas, contam com um par de órgãos de armazenamento que após a germinação, tornam-se as próprias folhas.

Cyperus Rotundus: conhecida como tiririca, junça, ou barba de bode, a Cyperus Rotundus, é considera por muitos como a pior erva daninha do mundo, por sua resistência e dificuldade de controle.

Capin Amargoso: é uma das ervas daninhas mais encontradas por todo o território brasileiro, por germinar praticamente durante o ano todo e já apresentar forte resistência com herbicidas.

O clima é um grande aliado das ervas daninhas:

No inverno, muitas ervas daninhas encontram o momento certo para florescer, outras, são conhecidas como bianuais, já que germinam em uma estação e florescem em outra.

Mas podemos trazer o clima tropical brasileiro, como o mais ideal para surgimento das ervas daninhas, com estações secas e outras mais chuvosas, como o verão (que está próximo).

Como se preparar contra as ervas daninhas?

Muitas das ervas daninhas citadas e não citadas, neste conteúdo possuem resistência contra diversos herbicidas do mercado, que além de causarem grandes malefícios para o meio ambiente e a saúde do aplicador, pode não ser eficaz contra diversos tipos de ervas daninhas.

Mas você pode optar pelo IZI, a Capina Elétrica da Zasso que acaba com TODAS as ervas daninhas, sem o uso de uma gota de herbicida e age de forma imediata e definitiva. Faça uma escolha inteligente e sustentável. Clique aqui e saiba mais.

Você sabia? No Brasil é proibida a utilização de capina química nos centros urbanos

O uso de herbicidas e pesticidas para acabar com as ervas daninhas, não é um problema recorrente apenas no campo, mas também, nos grandes centros urbanos. E essa ação pode se tornar ainda mais preocupante e prejudicial à saúde da população neste caso, já que serão mais pessoas que terão contato com o produto químico. Durante as aplicações da capina química nas cidades, não se leva em conta o trânsito de pessoas, animais, vento, chuva e a principalmente a intoxicação das pequenas nascentes de rios e pontos de natureza ainda presentes no local. O resultado: o aumento do número de ações alérgicas e problemas graves no sistema respiratório da população.

A proibição da capina química:

Desde 2010, a ANVISA proibiu a utilização de capina química com qualquer substância dentro das cidades e em todo o território nacional (não incluído no campo), para o controle das ervas daninhas.
Sendo assim, o uso de capina química nos centros está extremamente proibida, sujeita à pena de reclusão, de dois a quatro anos e multa, aplicada pelos órgãos ambientais. A regra ainda se estende para lojas online/física que oferecem herbicidas para tal finalidade.


A solução contra as ervas daninhas nos centros urbanos:

A Capina Elétrica: que diferente da capina química não utiliza nenhum herbicida para acabar com as ervas daninhas e sim, descargas elétricas controladas, que pode ser aplicada nos mais diversos ambientes e sem prejudicar o solo, mananciais e a saúde da população, mesmo minutos após o seu contato coma planta. 

Capina Elétrica Zasso:

O equipamento Urbano Rodoviário da Zasso é ideal para guias, sarjetas, calçadas, praças, parques e rodovias, além da manutenção urbana pública, condomínios, empresas, aeroportos, estradas, canteiros entre outras aplicações em vias com eficácia, produtividade, confiança e eficiência.
Evite problemas judiciais pela utilização de capina química em vias urbanas. Faça uma escolha inteligente e sustentável. Clique aqui e saiba mais.

Área do Operador e Representante

Esta é uma área restrita para os parceiros da Zasso. Para saber mais, entre em contato.